Pronunciamentos na tribuna nesta quarta-feira


Na sessão plenária desta quarta-feira (14), na Assembleia Legislativa, deputados utilizaram a tribuna para comunicações de lideranças. A íntegra das manifestações pode ser ouvida no endereço www.al.rs.gov.br/legislativo, em áudios das sessões.
 
O deputado Tarcísio Zimmermann (PT) afirmou, da tribuna, que a luta contra o Regime de Recuperação Fiscal, RRF, prosseguirá por parte da oposição na Assembleia, “uma vez que se trata do mais importante tema, do presente e do futuro, em pauta no Parlamento rio-grandense. E, por sua gravidade em termos de consequências, faremos de tudo para obstaculizar a proposta”, assegurou. Reiterou que os deputados que entraram com ação no TJ, contra a sessão que trataria do tema, obtendo liminar cassada posteriormente, ingressarão outra vez em juízo, desta feira pela anulação da sessão plenária que aprovou o RRF. “Vamos buscar, sim, a nulidade por entender que se trata de crime contra o Estado do Rio Grande do Sul”, justificou. Para ele, a atual gestão quer jogar suas responsabilidades nas costas dos próximos governantes.
 
Zé Nunes (PT) trouxe o tema da estiagem que assola o centro-sul do RS. Relatou a situação grave de vários municípios, que inclusive decretaram situação de emergência, com perdas de até 80% nas lavouras, base da sua sustentação econômica, com reflexos em toda a sociedade. Para ele, é preciso que o governo do Estado se faça presente, organizando-se no socorro, em especial quanto ao fornecimento de água para consumo humano, e até animal. “A mão do Estado deve estar presente neste auxílio àquela parte do Rio Grande atingida pelos efeitos do La Ninã. Também os bancos deverão ser sensíveis quanto à negociação das dívidas dos produtores, que por certo surgirão”, analisou. Também afirmou que o Parlamento, por meio da Comissão de Agricultura, estará ao lado dos gestores municipais na busca de soluções.
 
Em outra manifestação da tribuna, Zé Nunes convidou para uma reflexão em relação ao administração pública da cidade de Porto Alegre. Para ele, a cidade está um caos em todas as áreas.




ÚLTIMAS DE RIO GRANDE DO SUL

%d blogueiros gostam disto: